Organização de acervos de museus e exposições são alguns dos trabalhos para o Técnico de Museologia

São Paulo é o estado brasileiro com a maior quantidade de museus e casas de cultura em nosso país. Contando com mais de 500 instituições* culturais, além de manter os mais variados acervos, a capital paulista já abrigou grandes exposições, contando com algumas das maiores e mais populares que rodam o mundo. Mostras como A Bienal de Artes de São Paulo, exposições de cultura pop como a Mostra Tim Burton ou históricas, como os guerreiros de Terracota da Cidade Proibida mostram o tamanho do mercado de trabalho para profissionais da área de museologia.

O Técnico de Museologia atua em conjunto com o Museólogo no acervo, auxiliando na conservação de peças e documentos através de técnicas apropriadas. Ajuda também a organizar, identificar e catalogar as coleções seguindo os padrões reconhecidos internacionalmente para registrar este material, promovendo a guarda adequada e posterior disponibilização para exposição ou consulta.

Mas a guarda e organização de obras de arte e documentos não são os únicos trabalhos deste profissional. Ele também pode contribuir nas visitações dos museus e galerias, auxiliando na produção de mostras, organização do espaço para melhor visitação, bem como atuar como guia ou orientador em visitações, permitindo que os frequentadores destes eventos possam usufruir melhor a exposição e ampliando mais ainda a experiência cultural.

Ele também ajuda nas produções acadêmicas dentro destas instituições ou em faculdade e escolas técnicas, como cursos ou palestras, dando suporte para professores, mestres e doutores. Oferecendo apoio acadêmico, ele pode ajudar em trabalhos de pesquisa, sendo um valioso aliado na estrutura administrativa de museus e galerias.

Identificou-se com a profissão? As inscrições para o vestibulinho de Técnico em Museologia da Etec Parque da Juventude estão abertas e vão até o dia 18 de novembro.

*segundo dados do Instituto Brasileiro de Museus/2011